ERVA-MATE O amargo que faz bem

Rica em sabor, saúde e tradição, a erva-mate tem ganhado cada vez mais significados e apreciadores no mundo todo, já que, quando imersa em água quente, resulta na bebida símbolo do gaúcho: o chimarrão.

Repleta de história, a planta típica da América do Sul é cientificamente conhecida como Ilex paraguariensis e representa não só os costumes alimentares de um povo, como também sua identidade.

No que envolve a gastronomia, o uso da erva-mate faz bonito também fora da cuia. Não só no chimarrão ou no tereré (bebida gelada à base da erva), bastante apreciada, essa matéria-prima pode integrar uma diversidade de receitas, além de estar presente na grande maioria dos chás e compostos.

Para tanto, a erva-mate pode ser considerada um alimento, rico em nutrientes essenciais para saúde geral do corpo, já que possui propriedades antioxidantes, antimicrobianas e propriedades anti-inflamatórias. Ainda, é uma boa fonte de polifenóis, xantinas, cafeoil e saponinas. Além disso, possui minerais que contém zinco, crómio, potássio, cobre, alumínio, ferro, manganês e níquel. A erva-mate também contém vitaminas que incluem a Vitamina C, B1 e B2.

Benefícios da erva-mate para o organismo

Doenças cardiovasculares: A erva-mate contém compostos que podem ser benéficos na redução do risco de doenças cardiovasculares, tais como aterosclerose. Resultados de um estudo de pesquisa sugerem que a ingestão de erva-mate tem impacto benéfico sobre os parâmetros lipídicos e que ajuda a reduzir o colesterol LDL em pessoas com hipercolesterolemia. O consumo de erva-mate protege o tecido do miocárdio do coração e também reduz o estresse oxidativo causado por espécies reativas de oxigênio (ROS), que podem causar derrame.

Prevenção do câncer: Os benefícios da erva-mate para saúde incluem a prevenção do câncer. Vários estudos têm sido realizados para avaliar as propriedades anticancerígenas de erva-mate e os resultados sugerem que ele realmente tem o potencial para proteger o corpo humano contra o câncer.

Ajuda a retardar o envelhecimento: Como resultado da ação dos antioxidantes, o consumo regular do mate ajuda a prevenir a oxidação e o desgaste das células.

Oferece resistência física: Tomar mate colabora com a aceleração do metabolismo, e assim o corpo consome de maneira mais rápida os carboidratos. O aumento da energia se deve tanto à queima das calorias consumidas com os alimentos, quanto as que se encontram armazenadas no organismo em forma de gordura.

Atua como antibacteriano: Atua contra o Streptococcus mutans, que são bactérias naturalmente encontradas na boca e responsáveis pela cárie. Além disso, também possui ação contra Bacillus subtilis, Brevibacterium ammoniagenes, Propionibacterium acnes, Staphylococcus aureus, entre outras.

Atua como antifúngico: Inibe o desenvolvimento de alguns fungos como Saccharomyces cerevisiae, Candida utilis, Pityrosporum ovale, Penicillium chrysogenum e Trichophyton mentagrophytes.

Favorece a perda de peso: Alguns estudos indicam que retarda o esvaziamento gástrico e aumenta a sensação de saciedade. Além disso, acredita-se que pode ter efeitos no tecido adiposo, controlando alguns genes relacionados com a obesidade e os marcadores inflamatórios.

Diminuição dos níveis de colesterol ruim no organismo: O consumo regular do chá-mate ajuda a baixar taxas de colesterol ruim de forma natural, além das de triglicerídeos, evitando o entupimento das artérias do coração e diminuindo as chances de infarto.

Prevenção do diabetes: Diminui as taxas de glicose no corpo humano, auxiliando inclusive os já portadores da doença em seu controle. Por todos esses benefícios, a erva-mate está cada vez mais em voga entre os tratamentos fitoterápicos e pode e deve ser consumida com frequência.

 

Qualidade deve ser mantida

A qualidade da erva-mate nasce no campo, por parte do produtor. Porém, tal qualidade deve ser mantida ao ser repassada para a indústria e posteriormente chegar ao consumidor final.

A empresa Natufolha, situada em Arvorezinha leva a qualidade como lema, e busca preservar os nutrientes da erva-mate por meio da utilização dos melhores padrões de industrialização. Também é rigorosa quanto à seleção da matéria-prima, bem como quanto à higiene e todos os demais cuidados necessários, para levar ao apreciador de um bom chimarrão, um sabor único e inigualável.

A Natufolha utiliza um sistema inovador de secagem de erva mate. Um modelo Argentino que traz inúmeras vantagens para o produto, para o meio ambiente e em consequência, para o consumidor.

A secagem das folhas é feita com pedaços de madeira(cavaco). Por meio de uma tecnologia eficiente, o cavaco segue por uma esteira e é depositado num recipiente de grande porte mecanizado que está previamente programado para enviar a quantidade certa de cavaco na fornalha, o que possibilita um calor uniforme, sem variação de temperatura, fazendo com que a secagem seja igual do início ao fim (não queimando e nem deixando a folha crua), tostando na temperatura correta e sem oscilação, o que resulta num padrão sempre igual ao produto.

O sistema de secagem a cavaco é o único sistema de combustão completa, ou seja, nas fornalhas tem um sistema de injeção de ar, sendo que ao injetar esse oxigênio diretamente no fogo, este queima todos os resíduos tóxicos, não deixando-os ir para a erva mate e nem liberado para o meio ambiente.

Com a uniformização do calor e sem resíduos tóxicos na folha, o produto fica mais suave, saboroso e sem danos à saúde do consumidor.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *